sexta-feira, 22 de maio de 2009

Crise da modernidade


A discussão sobre a crise da modernidade, interminável e complexa, ocupou boa parte de minhas aulas neste semestre. No final das contas, são tantas as variáveis conceituais que é difícil encontrar um texto-síntese que permita observar a pertinência da teoria com o cotidiano, com o mundo percebido por mim e pelos alunos. Pois veio de Marisa Nascimento, estudante da PUC-SP, uma contribuição que considero muito proveitosa: Zeitgeist, nas edições de 2008 e de 2007. Sugiro que respirem fundo e vejam as duas.

Nenhum comentário: