terça-feira, 6 de setembro de 2011

Quem é que nos oprime?

Leio no Estadão de hoje uma notícia que fala de um fato absolutamente incivilizado, mas típico e bastante representativo desse processo de modernização tardia e descontrolada vivido pela sociedade brasileira. Segundo o jornal, em São Paulo, as operadoras de telefonia celular bloqueiam o chip pré-pago quando usado nos tablets. Significa dizer que se o cidadão aderiu à mais recente onda das novas tecnologias e comprou um iPad, só vai poder usufruir das regalias da novidade se dispuser a comprar um chip pós-pago, alguma coisa em torno de 3 vezes o custo do chip bloqueado (leia aqui a íntegra da notícia).

É evidente que as operadoras estão pondo em prática uma irregularidade, mas acho que elas vêm fazendo isso há tempos, de tal forma que o Brasil é hoje refém de um sistema de telefonia que se alargou desmesuradamente, mas não tem sobre ele qualquer tipo de soberania ou poder de decisão. Formalmente, o Estado dipõe de mecanismos de regulação; não é verdade, no entanto que a ação desses organismos tenha conseguido mover uma única palha em favor dos usuários. Neste caso, quem nos oprime são as empresas para as quais pouco importa o atraso que representa em termos culturais essa chantagem oportunista com os chips dos tablets. Importa tirar proveito do ambiente despoliciado que cerca a selvageria com que atuam no mercado.
______________________________

Nenhum comentário: