sábado, 30 de novembro de 2013

O ENEM e a black friday: afinidades culturais

Tal como a educação privada no Brasil, a black friday não libera nenhum instinto primordial diferente daquele que o capitalismo alimenta  no cotidiano, apenas reforça a mediocrização da inteligência e o embrutecimento das relações sociais...
Novembro vai compondo a moldura de 2013 e com ela a consolidação de tendências que oferecem perspectivas para 2014. Enumero abaixo três fatos recentes que me parecem indicar esse movimento e a associação sutil e sorrateira que há entre dois fatos aparentemente distantes entre si: o ENEM e a black friday.

* O Papa Francisco fez sua Primeira Exortação Apostólica e com ela sinaliza para uma narrativa católica do mundo que a Igreja abandonou nos pontificados de João Paulo II e Bento XVI: a narrativa em torno de uma crítica ao capitalismo que repõe enunciados deixados de lado desde o Concílio Vaticano II. 

Diz o documento: O grande risco do mundo actual, com sua múltipla e avassaladora oferta de consumo, é uma tristeza individualista que brota do coração comodista e mesquinho, da busca desordenada de prazeres superficiais, da consciência isolada...

Quem assistiu às cenas de selvageria que se desenrolaram da black friday deste ano pode ter uma ideia do divórcio entre esse sistema econômico em que vivemos e as possibilidades de construção de uma sociedade solidária e humanista (continue a leitura)
______________________________

Nenhum comentário: