terça-feira, 23 de setembro de 2014

Desserviço à Educação

Proposta de mudança do currículo do Ensino Médio feita por Dilma reforça a imagem de que a campanha eleitoral é um deserto de ideias. Estamos escolhendo um gerente de interesses privados ou um presidente da República?
Essa proposta improvisada da candidata Dilma Roussef feita ontem no Bom Dia Brasil (leia aqui) me parece exemplar: com o peso que tem nos ombros na condição de Presidente da República e na eventualidade de que seja reconduzida ao cargo, ao sugerir que o currículo do Ensino Médio seja reduzido em duas disciplinas (Filosofia e Sociologia), a candidata dá uma bela demonstração da falta de qualidade dos debates que rolam na campanha eleitoral. 

Como comprovadamente não entende do assunto - se entendesse teria fundamentado o que disse - Dilma deve ter jogado para o eleitorado. Qual eleitorado? Os estudantes que, como ela mesma garantiu, seriam mais "atraídos" por um currículo menor? Quais dados a atual presidente tem em mãos para uma afirmação dessas? E de onde ela tira a ideia de que esse "atrativo" vem da supressão da Filosofia e da Sociologia? A candidata tem na gaveta alguma pesquisa que comprove a desimportância do aprendizado nessas duas áreas do conhecimento? (continue a leitura)
______________________________

Nenhum comentário: