sábado, 28 de fevereiro de 2015

Leite derramado...

... e tempo difícil na rota do ministro Levy: a fação do empresariado pensou que a austeridade não era com ela e que a farra do boi com a apropriação dos recursos públicos iria continuar pra sempre. Parece que se enganou...
O título da postagem não tem nada a ver com o livro do Chico Buarque. Tem a ver com essa cara de pau com que a chamada "área econômica do governo" assume agora o tremendo erro que tem sido a política de desoneração das empresas - na folha de pagamentos ou em qualquer outro segmento contábil onde o privilégio foi implementado na ilusão de que, com menos impostos, os empresários não só manteriam a oferta de empregos como também ampliariam seus investimentos.

A coisa veio abertamente à tona ontem com a declaração constrangida do ministro Levy - Corte de imposto custa R$ 25 bi por ano e não protege emprego - em mais uma entrevista coletiva e representa o reconhecimento do caráter criminoso da prática da renúncia fiscal numa economia como a brasileira (continue a leitura)
_______________________________

Nenhum comentário: