sábado, 14 de maio de 2016

Fora Temer, eleições já!

A chusma quase completa...
Em primeiro plano, o pequeno Aécio, garoto de
recados das elites, bajulando seu novo chefe.
Que gente é essa, meu Deus?
Não foram necessárias mais do que umas poucas horas para que toda a incompetência e o despreparo de Michel Temer para exercer o cargo de Presidente da República viessem à tona. Não bastasse o fato de que o interino está onde está de forma ilegal e ilegítima, o que ficou evidente é o sentido discricionário, preconceituoso e anti-social que move as ações de toda a gangue que ocupou o poder executivo; no fundo, um bando de imbecis - a começar por seu chefete. Se há alguma coerência nas primeiras ações que foram tomadas ela é, sem dúvida, uma disposição de transformar a sociedade brasileira numa pastagem de interesses privados e totalitários. Não há um ministério que se salve dessa marca.

Na minha opinião estamos diante de uma articulação política perigosa porque sua base parlamentar não a caracteriza como democrática; ao contrário: é uma base montada sobre a aliança neopentecostal-empresarial que dá a orientação política hegemônica às práticas na Câmara. No Senado, embora a força desse grupo seja menor, também a campanha da negação do social e do democrático como eixo das políticas públicas ganhou força.  

Penso que a única forma de evitar que uma ditadura fascista em fase de montagem se consolide é inviabilizar o governo Temer nas ruas e nos discursos, desmoralizar a ação de seus ministros, denunciar seu comprometimento com práticas corruptas, apontar seu divórcio em relação às demandas da sociedade, expor na esfera pública a natureza provinciana, paroquial e atrasada de suas iniciativas. E ainda mais: exibir o paradoxo de sua política econômico-financeira que vai descarregar o ônus da apropriação privada da riqueza social nas costas dos trabalhadores e exigir respeito absoluto aos direitos sociais.

A uma campanha nessa direção estou convencido que Temer e sua facção não resistem. Dilma deve ser reempossada na Presidência e propor emenda constitucional que convoque eleições gerais ainda este ano.

Acompanhe os estragos: * Como Temer trama o retrocesso (Outras Palavras) * Temer começa desconectado com o Brasil (El País) * Meirelles já avisou que a CPMF vai voltar. Skaf protesta (Folha) * O Brasil isolado: Serra quer explicar o inexplicável (Ópera Mundi) * Proposta de reforma da previdência do banqueiro Meirelles não é aceita nem pelo pelego Paulinho da Força Sindical (Folha) * Marcos Pereira, o pastor que implorou por ministério, não tem a menor ideia do que vai fazer na pasta do Desenvolvimento (Folha). * Protegendo a corrupção: PMDB quer diminuir os estragos da Lava Jato (Folha) * Ridículo. Ministro Geddel Vieira Lima garante: "não somos bichos papões" (Folha) * Sem saber onde pisa, Temer decide criar Secretaria da Cultura depois da grita nacional contra a extinção do Minc (Folha) * Novo Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, já avisou: vai baixar o pau (Folha) * Dos "ministros" de Temer, só 5 não são milionários (Blog do Alceu) * Governo ilegítimo precisa de mecanismos ilegítimos para se manter (Dilma Rousseff, no Ópera Mundi)
______________________________

Nenhum comentário: