sexta-feira, 10 de junho de 2016

Nas ruas, em defesa da Democracia e pela volta de Dilma à Presidência da República

Dilma Rousseff, presidente eleita pelo voto popular, paga o preço por sua ousadia em enfrentar
o atraso e a vulgaridade do empresariado e dos corruptos golpistas.
Empresários e políticos corruptos, numa aliança espúria com a classe média conservadora, nunca aceitaram a ousadia de Dilma em se impor como Presidente da República, cargo para o qual foi eleita pelo voto popular. Seu afastamento temporário foi um complô golpista, ilegal e ilegítimo, que hoje se evidencia de todas as formas e cuja consequência foi o sequestro do país por uma gangue de canalhas que pretende transformar a nação num repasto de interesses privados. Nesse grupo, ninguém se salva.

Diante do verdadeiro caos a que Temer levou o país em alguns poucos dias e pela forma desonesta e arbitrária como está entregando a nação aos ao jogo do capital, cabe à sociedade brasileira sair às ruas neste 10 de maio em legítima desobediência civil para pressionar o Senado a não insistir no erro que está sendo cometido contra a Democracia. 

Fui vítima da escandalização da Lava Jato como arma política

Assista aqui à entrevista que Dilma Rousseff deu a Luis Nassif na EBC - a rede que os golpistas não conseguiram sequestrar.

Se preferir, leia os principais trechos das declarações feitas pela presidente eleita no site da Empresa Brasil de Comunicação: Dilma defende consulta para que a população decida se quer novas eleições.
______________________________

Nenhum comentário: