sexta-feira, 12 de agosto de 2016

A maior pilhagem social da história do Brasil: empresários colocam Temer contra a parede

Para os eleitores, reformas neoliberais goela abaixo
Entre abraços mal-intencionados e sorrisos hipócritas, Temer submete-se às exigências incondicionais de empresários e faz prever um longo período de precarização do trabalho e de selvageria na apropriação privada da riqueza social.

Com isso, o Brasil pode retroceder às condições de existência que prevaleceram no mundo na Primeira Revolução Industrial no século 18. Leia a matéria do Estadão e entenda o que o interino que dizer quando propõe "uma soma de esforços do governo e do setor privado para edificarmos uma nova realidade para o nosso país".

Leia ainda: * Não haverá mudanças complexas, diz Padilha (Valor) * Governo usa medida provisória para dar mais poderes a Moreira Franco (Valor) * A reforma trabalhista da Folha de S. Paulo (Sinpro_Sp) * O governo dos pequenos (resenha deste blog sobre as maldades sociais planejadas por Temer e sua gangue).
______________________________

Nenhum comentário: