sábado, 24 de setembro de 2016

É hora de barrar o arbítrio (por André Singer, na Folha de hoje)

Guido Mantega, arbitrariamente preso e arbitrariamente solto
 pelo algoz da democracia: Sérgio Moro. 
O Brasil assiste à emergência do Estado Fascista de Direito.

O juiz Sergio Moro colocou nesta quinta (22) a gota d'água no copo da escalada de arbítrio em curso no país. 

Curiosamente, o fez ao liberar, por razões humanitárias, o ex-ministro Guido Mantega depois de algumas horas na Polícia Federal de São Paulo, e não ao mandá-lo para a prisão por cinco dias ou dez dias, como havia decidido de início. 

Pois, se era possível soltá-lo, não havia necessidade de prendê-lo, e a arbitrariedade da detenção ficou evidente (leia o texto integral do artigo de André Singer aqui)
______________________________

Nenhum comentário: