segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Bia Doria leva paulistas ao pânico e põe em risco gestão de seu marido, João Agripino

As vanguardas sempre produzem uma estética desconfortável
para os padrões de gosto conservadores, mas não é o caso.
As obras de Bua Doria são expressão de uma grandiosidade
modular anacrônica, feia, indelicada e disforme,
como parece ser o projeto de governo de João Agripino,
seu marido.
Só agora é que me dou conta de que a crise brasileira é profunda. Acabo de tomar conhecimento de que Bia Doria, a futura primeira-dama da cidade de São Paulo, recorreu à Lei Rouanet para obter recursos para duas aventuras: uma exposição de suas obras no exterior e a edição de um livro sobre si mesma. Como disse Marcelo Rubens Paiva, justamente a Lei Rouanet, motivo de latidos e rosnadas dos grupos de direita na fase mais liberal da campanha contra Dilma, lembram?

A evidência que a esposa de João Agripino Doria começa a ganhar da mídia golpista merece de todos um sinal de alerta: na hipótese de que sua figura e estilo façam moda na temporada, nossa doce São Paulo estará condenada não só ao mau gosto, mas ao vazio intelectual que a futura primeira dama esgrime como ninguém (leiam aqui).

Sinal dos tempos: depois de ouvir Temer pedindo votos para o sequestro da dignidade brasileira que a Câmara o autorizará a praticar com a aprovação da PEC do teto, minha convicção é a de que mergulhamos numa crise que nos leva à lanterna dos países civilizados.

"Raízes do Brasil": pretensão
ofensiva à inteligência e à 
honestidade intelectual
Ao lado, o livro sobre Bia Doria, uma edição de luxo destinada aos amigos e custeada com dinheiro público, tem o título (clique na imagem e leia a lombada) de Raízes do Brasil, plágio de seu homônimo: o clássico da literatura científica brasileira escrito por Sérgio Buarque. No livro de Bia (leia aqui a matéria de Caras) raízes são mesmo raízes vegetais com as quais ela trabalhou em esculturas de extremo mau gosto, mas ninguém fez nada contra o embuste que significa a apropriação do título de uma obra prima da sociologia brasileira?

Leia ainda o que escreveu a entusiasmada Sonia Racy sobre Bia: * Ajudar carentes será mais fácil. E antes de cair no choro, confirme no BuzzFeed: * Bia Doria captou R$ 701 mil pela lei Rouanet para pagar mostra em Miami e livro sobre a própria obra.
______________________________

Nenhum comentário: