sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Igreja Católica condena PEC 241: injusta, seletiva, supervaloriza o mercado e afronta a Constituição

Em coletiva à imprensa, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB),  órgão máximo da Igreja Católica no país, condenou duramente a emenda constitucional que congela por 20 anos os gastos públicos, medida que é classificada como voltada para a especulação financeira
em detrimento dos setores sociais mais necessitados e contrária às garantias dos direitos constitucionais instituídos na Carta de 1988. Leia aqui a íntegra da nota da CNBB.
______________________________

Nenhum comentário: