terça-feira, 6 de dezembro de 2016

O Brasil de ponta cabeça, Florestan Fernandes Júnior

É preciso muito estômago para aguentar a leitura das acrobacias e contorcionismos que nossa velha imprensa faz nas edições de hoje para encontrar alguma lógica no caos político brasileiro. 

A intenção é óbvia: é preciso oferecer um cenário de normalidade à desestruturação progressiva pela qual passam as instituições e à inexorável perda de legitimidade de todas as iniciativas que partem dos grupos que sustentam Temer e sua facção. 

O artigo de Florestan Fernandes Júnior publicado no El País me parece sintetizar o alcance da crise. Só vejo uma saída: eleições gerais e diretas já, revogação de todas as medidas tomadas por Temer desde que usurpou a presidência da república e referendo sobre a PEC 55, a Reforma da Previdência e a Reforma do Ensino.

Não deixe de ler: O Brasil de ponta cabeça
______________________________

Nenhum comentário: