quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Ex-ministro da Justiça e possível integrante do STF

Obra de Alexandre de Moraes tem trechos copiados de livro espanhol

A notícia da Folha precisa ser lida integralmente e analisada com cuidado, pois exibe uma dimensão inédita do caráter de um cidadão que, depois de ocupar o cargo de Ministro da Justiça, está sendo indicado para o Supremo Tribunal Federal, duas posições de extraordinária relevância na vida brasileira. Uma versão nacional e atual do filme Indagine su un citadino al di sopra di ovni sospetto, de Elio Petri.

Agora, comprovado seu grave comprometimento intelectual por ter se apropriado indevidamente de produção que não é sua, talvez fique muda a claque que vê em Alexandre de Moraes o melhor substituto para o lugar de Teori Zavascki; mais que isso, o cara que terá sob sua responsabilidade rever os processos da Lava Jato, é sabidamente indicado por Temer não por seu saber jurídico ou coisa que o valha, mas porque funcionará no STF como um colchão de acobertamento das denúncias que têm vindo à tona com as delações premiadas.

Se não faltar dignidade aos senadores (difícil imaginar isso com Lobão e Anastasia na CCJ) para sabatinar com rigor o plagiador Alexandre de Moraes, talvez o Brasil fique livre da humilhação de tê-lo como membro do Supremo - que tem na sua história figuras de respeito que não merecem o seu convívio. Se isso não acontecer, resta uma saída: que tal a Faculdade de Direito do Largo São Francisco instaurar uma sindicância que apure a autenticidade da autoria dos trabalhos produzidos por Moraes, seus artigos e suas teses. Vai ver que o garoto prodígio não passa de um blefe. Fora com ele!

Recordar é viver

* Nos tempos de Alexandre: Guerra à Primavera (Vigilância). "Em São Paulo, berço das ocupações de escolas que se espalharam pelo país no final de 2015, governo adotou táticas de vigilância, ameaças e tortura contra estudantes". O secretário de segurança de Alckmin era o agora provável ministro do STF, Alexandre de Moraes.

* Imóveis milionários, Cunha, PCC: as polêmicas de Alexandre de Moraes (El País) * O polêmico passado de Alexandre de Moraes (Jornal do Brasil) * Secretário da Segurança defende cooperativa de van ligada ao PCC (Veja).

* Senadores fazem sabatina informal (ou teria sido "clandestina") com Alexandre de Morais (Estadão) * Para entender o encontro: STF autoriza investigação sobre concluir de senadores para obstruir a Lava Jato (El País)
______________________________

Nenhum comentário: