sexta-feira, 17 de março de 2017

Rescaldo de 6a feira: Habermas e Dominici

O velho Habermas ainda pauta
a melhor reflexão
contemporânea
As nossas sociedades devem elaborar a percepção desse declínio global e, junto com isso, a complexidade cada vez mais explosiva da nossa vida cotidiana, conectada com os desenvolvimentos tecnológicos. As reações nacionalistas se reforçam nas camadas sociais que não se beneficiam – ou não se beneficiam o suficiente – do aumento do bem-estar médio das nossas economias.

Jürgen Habermas, refletindo sobre o processo de irracionalidade política do ocidente que tem feito emergir um populismo de perfil fascista e anti-social, inclusive no Brasil. Para o pensador alemão, o que pode derrotar essa tendência não é um populismo de esquerda, mas a própria compreensão de suas motivações.

Leia aqui a íntegra da entrevista publicada no site do IHU: Vence-se o populismo voltando-se para os últimos.
Dominici: a revolução digital
não garante coisa alguma se
não se realizar sob a pespectiva
do Humanismo

______________________________

São diferentes as condições de cidadania, de modo que, em minha opinião, a verdadeira utopia não é uma sociedade interconectada em rede, que hoje é uma oportunidade para as elites, para controlarem o poder de maneira local e global. A nova utopia é a possibilidade de construir uma inovação que não deve ser apenas tecnológica, mas principalmente social e cultural.
A reflexão é do professor italiano Piero Dominici para quem o futuro está nas mãos de quem sabe como unir a dimensão humanista à tecnológica. Leia aqui a entrevista com Dominici, também publicada no site do IHU


Nenhum comentário: