sábado, 25 de março de 2017

Terceirização selvagem exige mobilização de todos os trabalhadores (via Sinpro-Sp)

O projeto de lei (PL 4.302), aprovado pelo plenário da Câmara dia 22/03, é o mais violento ataque contra os trabalhadores, a CLT e o Direito do Trabalho. Seus defensores dizem querer regulamentar os 12 milhões de terceirizados que existem no país. Não é verdade. 

Esse modelo selvagem de terceirização tem dois objetivos: a) criar uma forma de contratação de baixo custo, sem vínculo empregatício e portanto, sem direitos; b) livrar a cara e o passivo trabalhista de grandes empresas que desde os anos 90 vêm contratando irregularmente. Entre elas, estão os grandes veículos de comunicação que esta semana abandonaram definitivamente o jornalismo para fazer propaganda da proposta e legislar em causa própria.

Greve geral em abril

No dia 23, algumas horas depois de aprovado o PL 4302, as centrais sindicais - CUT, Força Sindical, UGT, Nova Central, CTB, CSB e CSP-Conlutas – se reuniram para discutir as próximas estratégias de luta. Uma greve geral deve ser realizada na segunda quinzena de abril (a data será definida em nova reunião, dia 27/03). 

______________________________

Nenhum comentário: