quinta-feira, 11 de maio de 2017

Engrandecido

Lula falou à multidão que foi a Curitiba apoiá-lo no confronto com Sérgio Moro. O cenário que cercou o evento político em que se transformou seu depoimento foi muito bem traduzido na postagem de Ailton Medeiros no twitter (@blogdoailton): "Juiz escoltado, procuradores escoltados, imprensa escoltada. Só quem chega livre, leve e solto, nos braços do povo, é o réu"

Serenidade, altivez e segurança, essas me parecem ter sido as marcas do depoimento que Lula prestou a Sérgio Moro em Curitiba. Em alguns momentos, o ex-presidente da República colocou o juiz em puro constrangimento diante de suposições que nem mesmo um estagiário ousaria fazer tais eram as fragilidades que as sustentavam. Do lado de fora, nas ruas próximas ao Tribunal, uma massa de 50 mil pessoas exultava no apoio a Lula, enquanto mirrados 100 cidadãos procuravam ofendê-lo. A mídia do seu lado, se contorcendo para que a história fosse outra, reportou uma audiência que não existiu e deturpou os fatos como vem fazendo desde sempre. 

Sugiro conferir nas matérias abaixo:

* Lula no centro do palco da Lava Jato. Reflexões sobre os desdobramentos do 'depoimento de Curitiba' (IHU)* Lula cobra provas, acusa Lava Jato de politização, mas contradiz seu instituto (El País) * Lula diz a Moro que denúncia é uma farsa (Valor Econômico) * Moro fez cena política perguntando sor Mensalão (GGN) * O boato desmentido, pode antecipar o golpe fatal da direita (Jornalistas Livres) * Juiz que suspendeu Instituto Lula atribuiu decisão a pedido do MP que não existiu (Uol) * Lula discursa a apoiadores após depor (El País) * Xadrez do segundo nascimento do mito Lula (GGN) * Moro estava errado: não foi um ato banal (Bernardo de Mello Franco, Uol) * Quem comanda o espetáculo (Maria Cristina Fernandes, Valor) * Como o depoimento de Lula repercutiu na imprensa internacional (Opera Mundi) * O que a grande mídia escondeu do depoimento de Bumlai sobre Marisa (GGN) * Ponto de Vista: Moro x Lula - uma confissão na luta que (ainda) não diz seu nome (Sylvia Moretzshon, Objethos).
______________________________

Nenhum comentário: