quinta-feira, 25 de maio de 2017

Os autores da violência em Brasília

Baderna coisa nenhuma: Temer e sua gangue impuseram
o caos em Brasília com repressão selvagem, típica dos
tempos da ditadura. Fora com eles!
Estive em Brasília nesta 4a feira. Viajei acompanhado de amigos professores, todos do Sinpro-Sp, que compartilham comigo a indignação e a repulsa contra o governo de Michel Temer, a condenação radical às reformas que, de forma ilegítima, esse impostor tenta impor à sociedade brasileira como recompensa ao empresariado que apoiou o impeachment. 

A manifestação no Distrito Federal, em meio às evidências de apodrecimento do governo, me parecem ter sido o ponto máximo a que chegou o isolamento de Temer, na minha opinião o núcleo que articula toda a expectativa do conservadorismo em torno do retrocesso social que o golpe contra Dilma tenta enfia goela abaixo dos trabalhadores. Esse é o motivo pelo qual penso que a campanha Fora Temer! é aquela que desmonta, na Câmara e no Senado, a viabilidade de aprovação das reformas, em especial a da Previdência e Trabalhista.

Na minha interpretação, o radicalismo com que a manifestação em Brasília foi reprimida dá bem a medida deste fato: o esgotamento da capacidade de Temer em manter sua base de apoio que se esfacela na mesma medida em que os escândalos se ampliam, conjuntura que o teria levado a escolher a clássica saída que nossa burguesia sempre trilha quando se vê diante da ameaça de perder seus privilégios selvagens: a democracia que se dane! Chamem os militares para tutelar o poder civil!

Foi o que Temer fez, descendo ao inferno com sua indignidade e vilania. Vai cair mesmo...

Leia mais: * Relevante e protagonista (Vargas Neto, Vermelho) * Triste país onde depredação é escândalo mas massacre de 10 posseiros não (Mario Magalhães, Uol) * Decreto de Temer autoriza Forças Armadas no DF por 8 dias (Jota) * O que diz a lei sobre uso do Exército em função de polícia (Nexo) * Saiba quantos e quais são os políticos próximos a Temer investigados (Poder 360) * PIB vai "renunciar" a Temer por reformas (Sakamoto, Uol) * Vítima de arma de fogo no protesto de Brasília respira por aparelhos (Fórum)* ONU e CIDH condenam violência policial durante manifestação em Brasília (Opera Mundi). E para terminar, Eliane Brum: Black Blocs, os corpos e as coisas (El País).
______________________________

Nenhum comentário: