sábado, 29 de julho de 2017

Vitalidade no jornalismo... luz continua acesa no fim do túnel

Furos, perseguição e mulheres no comando: a cara do novo jornalismo na América Latina


Análise do Mapa do Jornalismo Independente, produzido pela Pública, mostra sinais de energia na atividade profissional que merecem ser acompanhados (leia aqui). Aliás, editorial da própria agência, de dedo em riste, avisa: estamos crescendo e não vamos parar.

Leia também: * Não creio na objetividade jornalística e sim na subjetividade honesta, diz Leila Guerriero, argentina, na FLIP (El País) * O jornalismo de empulhação que personifica o "mercado" (GGN).
______________________________

Nenhum comentário: