sábado, 30 de setembro de 2017

Milícias fascistas atacam Museu de Arte Moderna em São Paulo

Intolerância e estupidez, além de disposição para a violência, 
caracterizam as manifestações dos grupos fascistas que
se insurgem contra a arte
No melhor estilo dos Camisas Negras de Mussolini ou das tropas de choque das SAs nazistas, milicianos fascistas atacaram hoje o Museu de Arte Moderna de São Paulo enfurecidos com a performance do bailarino e coreógrafo Wagner Schwartz que participa da 35a edição do Panorama da Arte Brasileira.

Os milicianos agrediram funcionários do Museu e intimidaram todo o público presente na exposição. A direção da entidade prometeu denunciar o caso à polícia.

O clima de intolerância criado por grupos de extrema direita - que têm sido vistos com complacência pelo governador Geraldo Alckmin e pelo prefeito João Doria - ameaça degenerar em conflito aberto caso se a sociedade assumir a defesa da liberdade de expressão. Leia aqui a matéria integral do Estadão.
______________________________

Nenhum comentário: