domingo, 24 de setembro de 2017

Só pode ser provocação: Temer libera dinheiro para se livrar de nova denúncia

O mistério da salvação de Michel Temer
(André Singer, Folha)
A notícia foi dada no blog do jornalista Josias de Souza, do Uol: nem bem se tornava conhecida a 2a denúncia da Procuradoria Geral da República e seu encaminhamento à Câmara dos Deputados, "Michel Temer já abriu os cofres", isto é, iniciou a liberação de verbas para que parlamentares formem o cordão sanitário que tem livrado o "presidente" do afastamento do cargo. 

A ousadia de Temer soa como um escárnio e como uma provocação: em meio ao agravamento da indignação nacional - inclusive entre os militares - contra o estado de decomposição moral e política do grupo que desferiu o golpe do impeachment contra a presidente eleita Dilma Rousseff, usar o expediente de um suborno disfarçado (à semelhança do que fez quando a 1a denúncia foi apresentada por Rodrigo Janot) funciona como um incitamento à ruptura institucional, possibilidade agora claramente desejada pelos setores que querem inviabilizar as eleições de 2018, naturalmente para evitar uma vitória de Lula ou de alguma candidatura de centro-esquerda.

______________________________

Nenhum comentário: