domingo, 8 de abril de 2018

A História é um tecido de 1000 dias

Pesadelo, 1972, MPB4
(Tapajós, Paulo Cesar Pinheiro)

Quando o muro separa uma ponte une/Se a vingança encara o remorso pune/Você vem me agarra, alguém vem me solta/Você vai na marra, ela um dia volta/E se a força é tua ela um dia é nossa/Olha o muro, olha a ponte, olhe o dia de ontem chegando
Que medo você tem de nós, olha aí

Você corta um verso, eu escrevo outro/Você me prende vivo, eu escapo morto/De repente olha eu de novo/Perturbando a paz, exigindo troco/Vamos por aí eu e meu cachorro/Olha um verso, olha o outro/Olha o velho, olha o moço/chegando/Que medo você tem de nós, olha aí/O muro caiu, olha a ponte/Da liberdade guardiã/O braço do Cristo, horizonte/Abraça o dia de amanhã, olha aí...
______________________________

Nenhum comentário: