segunda-feira, 28 de maio de 2018

Triste figura

"A mais execrável personalidade política
da história da República"

A rendição de Temer e a não-solução para a greve, por Luis Nassif

Copio a análise de Nassif pela pertinência dos argumentos que usa para explicar o momento delicado em que o país vive

O tic de fechar a boca, como quem está engolindo a saliva que escorre do beiço; as mãos magras, desossadas, melífluas, espelhos da alma; a dissimulação de disfarçar a leitura do teleprompter com observações vazias, e, principalmente, o tom impositivo, ridículo para cenas de rendição, como que estivesse batendo em retirada de costas, para não levar projéteis no traseiro. Todo esse conjunto ajuda a compor a mais execrável personalidade política da história da República (continue a leitura).

O quebra-cabeças da crise nestas 
notícias:
O momento é mais delicado que o impeachment (Uol) * A centralidade do petróleo no golpe de 2016 (Outras PalavrasComo se formou o nó que levou à greve (El País) Rombo na Petrobras motivou o reajuste de preços (Estadão) Temer prefere declarar guerra aos caminhoneiros do que desagradar o mercado (Sakamoto, Uol) O movimento que uniu direita, esquerda e a rejeição a Temer (El PaísO Brasil em pane seca é o retrato do governo Temer (Sakamoto, UolO que o transporte por caminhões representa para o Brasil? (DWRepública Federativa das Rodovias (El PaísComédia de erros (FolhaBenefícios fiscais superam gastos com saúde e com Educação (Carta CapitalBlairo Maggi: Estams na iminência de uma grave crise social (UolEm conferência, entidades alertam para desmonte da educação pública (Carta CapitalDemocracia é a única saída para a crise (Maria do RosárioSul21A prisão de Lula vai contaminar a democracia no Brasil nas próximas gerações (João Moreira Salles, El País).
____________________

Nenhum comentário: