domingo, 13 de maio de 2018

Bancos: dois anos depois, a alma do golpe em toda a sua exuberância

Marcelo Camargo/Agência Brasil
O que há de mais transparente na conspiração
 que levou ao golpe de 2016: o país foi sequestrado

Spreads abusivos e lucros e lucros extraordinários - uma relação de amor

Henrique Meirelles e Ilan Goldfajn, Fazenda e Banco Central, dois tecnocratas de ponta na estrutura de poder do Brasil, funcionários da ideologia do capital financeiro e ex-dirigentes de grandes bancos; sem um único voto da sociedade, jogaram o Brasil nas mãos da especulação, dos lucros fáceis e da pobreza infinita.

Tomás Rigoletto Pernías
* Doutorando em Desenvolvimento Econômico pelo Instituto de Economia
da UNICAMP

(Via Le MondeCom juros bancários nas alturas, a maioria dos “analistas” de economia passa longe do ponto nevrálgico da questão para o debate público. O spread elevado é uma possibilidade de lucro certo e lucro fácil para os banqueiros (leia aqui o texto integral do artigo)
______________________________

Nenhum comentário: