terça-feira, 15 de maio de 2018

No mundo do faz de conta

Realidade do abandono social patrocinado pelas elites
 empresariais brasileiras é explosiva e incontornável:
sem projeto de redução da desigualdade,
a crise não vai acabar nunca
A imagem do El País que ilustra o artigo de Xico Sá em 2017 (Vergonha da desigualdade) compõe o cenário dramático da concentração da renda no Brasil, uma realidade cuja extensão e profundidade explica o que é que está por trás da nossa crise. Sem uma rigorosa política pública de distribuição da riqueza que o trabalho gera e que se transfere para as mãos de uma ínfima minoria, o Brasil não vai conseguir emplacar nenhuma forma digna de sociabilidade.

A velha mídia brinca com esse fato e o transforma em matéria prima do discurso do ódio social que alimenta as escolhas nas eleições deste ano, mas a História ensina que contradições se acumulam e pipocam em explosões insuspeitas e reveladoras pois que qualquer projeto de estabilidade política que não as leve em conta não tem qualquer chance de dar certo. 

______________________________

Nenhum comentário: