sábado, 23 de junho de 2018

O Brasil em apuros...


Postura de Neymar no jogo contra a Costa Rica revela um país transido: o jogador do PSG é a imagem do Brasil neoliberal, sem ética, que tem como paradigma a vitória a qualquer preço, arrogante e cafajeste. 

Fico pensando se seria possível imaginar uma alternativa para essa miséria em que nos transformamos... acho que não. Nosso Brasil - quem diria - acabou nas mãos de escroques de todo o tipo que se encontram instalados em áreas estratégicas da política, da economia, da cultura, da educação, da mídia - e em todos eles é possível perceber o domínio de uma ideologia que enaltece esse individualismo selvagem e estúpido do qual Neymar é um dos melhores exemplos. 

A vitória de um super-homem empreendedor, avesso a regramentos legais e disposto a fazer o que for possível para "chegar lá" tornou-se paradigma, ou não teríamos - imaginem! - na Presidência da República um embusteiro como Temer, um político em ascensão como Doria, um líder empresarial como Skaf, um advogado de província suspeito mas munido da autoridade como Moro. Gente que não vale nada, nem o ar que respira. 

O Brasil não está em apuros nos campos de futebol da Rússia; sua situação é difícil no campeonato do futuro. Por enquanto, já conquistamos um lugar garantido entre os observadores e especialistas: somos motivo de chacota no mundo todo não porque Neymar finge uma falta para cavar um pênalti e é desmoralizado pelo juiz real e pelo eletrônico, ou porque ofendeu, mais uma vez, um adversário, ou porque não há sinal dignidade no choro hipócrita com que saiu de campo. Estamos vivendo essa situação humilhante e difícil de ser superada porque violamos nossa Constituição, aceitamos um golpe contra uma presidenta eleita, mantemos na cadeia nosso mais importante líder popular, vendemos nossas riquezas ao imperialismo... Se der a lógica nesse torneio inevitável que é o do tempo, vamos sair da competição da História numa classificação pior do que merecemos na Rússia.

* Imprensa britânica critica Neymar: Mimado, resmungão, dramático e trapaceiro (Estadão) * Neymar desafia do discurso ético de Tite (El País) *  Neymar é flagrado pelo VAR (Folha) * O choro de Neymar. E a saúde mental no esporte de alto nível (Nexo). * O título é outro, mas o sentido é este: O verdeamarelismo que nos envergonhou (da Folha) * Neymar é psicótico e mau caráter (Conversafiada) * Lugano acusa Neymar de simular e desrespeitar os marcadores (Uol). Assista ainda ao programa Ponta Esquerda que discutiu a partida Brasil x Costa Rica.
______________________________

Nenhum comentário: