sexta-feira, 29 de junho de 2018

Tragédia humanitária: o silêncio criminoso sobre o drama dos refugiados

Os refugiados do mundo todo não são os responsáveis pela condição sub-humana em que vivem, mas vítimas de um sistema econômico que concentra a renda global em algumas ilhas de prosperidade e que só são prósperas justamente porque
exploram historicamente os deserdados da África, da Ásia e da América Latina.
Com exceção da Alemanha e da Espanha, e assim mesmo de forma bastante frágil, está ocorrendo no mundo todo um crime humanitário de proporções ainda imensuráveis. O único que sabemos é que milhares de seres humanos - talvez milhões - protagonizam hoje um verdadeiro deslocamento populacional de seus países e regiões de origem em direção à esperança de sobrevivência nos redutos da riqueza que o capitalismo confinou. Em torno dessa tragédia do nosso tempo, o que há é um silêncio vergonhoso e conivente dos poderes políticos e midiáticos globais e nacionais sobre a ação dos neo-assassinos fascistas que infestam o governo dos Estados Unidos, da Hungria, da Itália... (leia mais)
______________________________

Nenhum comentário: