terça-feira, 10 de julho de 2018

Direita, golpistas e conservadores em geral entram em pânico: popularidade de Lula explode

O inevitável aconteceu: o filme sobre os últimos dias de Hitler mais uma vez foi usado como espaço de crítica, fina ironia e, desta vez, como contestação à arbitrária prisão de Lula. A coisa toda é um bem feito meme, mas o texto é impecável e traduz com alguma dose de verosimilhança o julgamento que o povo faz sobre o vergonhoso comportamento do poder Judiciário brasileiro e sobre o cenário político país em geral.

Mais que isso, no entanto, são os resultados das trapalhadas cometidas por Moro & Cia no fim de semana o que, de fato, chama a atenção. Para o jornal El País, a arbitrariedade contra Lula joga tamanha luz sobre o ex-presidente que não é exagero deduzir que o Brasil está diante da mais bem articulada - e barata - campanha eleitoral de sua história. É possível que as próximas pesquisas indiquem uma explosão imbatível de popularidade do ex-presidente (leia em Caso Lula monopoliza as redes e dá oxigênio à estratégia do PT). 

Em outra linha de análise, o país inteiro se desmoraliza - para si próprio e para o mundo. O juiz Walter Fanganiello Maierovich diz em artigo também publicado no El País que as trapalhadas do domingo colocam o Brasil na condição de uma República de Bananas, não fosse suficiente a interpretação elementar até mesmo para calouros dos cursos de direito que a orientação jurídica adotada a partir de agora é de um primarismo absoluto e reitera mais a disposição da estrutura de poder existente no país do que propriamente a legalidade constitucional. Legalidade constitucional?

E para quem duvida de que estamos diante de uma armação do Poder Judiciário, sugiro a leitura da matéria do El País: STJ diz que habeas corpus de Lula foi ilegal e Sérgio Moro "oportuno" ao bloquear-lo
____________________

Nenhum comentário: