quinta-feira, 12 de julho de 2018

Lula livre, Lula presidente

Zanone Fraissat/Folhapress
Densidade eleitoral de Lula põe em desespero a facção golpista articulada em torno de setores do Judiciário, empresários e grande mídia. Não será o momento de um Tribunal que denuncie e julgue os crimes praticados por essa turma?
Ampliar a mobilização popular pela liberdade de Lula e por sua candidatura à Presidência da República parece ser, na minha opinião, o caminho mais eficaz para derrotar a armação que um setor do Poder Judiciário, de mãos dadas com empresários e grande mídia, promovem para violar a Constituição e as eleições de 2018. A disposição para impedir que a vontade popular se manifeste pelo voto indica desespero dos golpistas, mas justamente por isso é mais perigosa. 

As matérias lincadas nesta postagem do blog ajudam entender a complexidade da conjuntura que estamos vivendo e fornece elementos a resistência à ditadura de novo tipo que se quer consolidar no país cresça.

* Por que Lula já ganhou (Juan Arias, El País) * Parece evidente que Lula jamais será julgado de forma imparcial (Comparato, GGN) * Chegou a hora de derrotar Bolsonaro (Mário Magalhães, The Intercept) * Quem errou menos, em termos de competência, foi Favreto, diz ex-ministro Dipp (Jota) * Dodge preserva Moro e diz que Favreto agiu pro "vínculos" com Lula (Carta Capital) * Juíza veta Lula em campanha e na convenção do PT (Estadão) * Presidente do STJ nega habeas corpus a Lula e afirma incompetência de plantonista (Estadão) * Sem analisar mérito, presidente do STJ nega 143 pedidos de HC para Lula (GGN) * Quem é Laurita Vaz, a presidente do STJ que negou, de uma só vez, 143 pedidos de HC para Lula? (Buzzfeed) * Juíza diz que Lula está "inelegível" e nega pedido de entrevista (Uol).
______________________________

Nenhum comentário: