quinta-feira, 26 de julho de 2018

Secretários da Educação montam farsa nacional para tentar legitimar as Bases Curriculares do Ensino Médio

Anísio Teixeira (1900-1971), morto misteriosamente
durante o regime militar, sua memória

é novamente ofendida pelos golpistas de 2016
com as BNCC
No final de 2017, o cientista político Daniel Cara perguntava em seu blog o que Paulo Freire e Anísio Teixeira diriam sobre a base curricular do ensino médio que o governo golpista e ilegítimo de Michel Temer insiste em aprovar. A resposta parece clara agora com essa verdadeira farsa em que se transformou a busca desesperada por algum tipo de legitimidade que o MEC tenta conseguir através de um suposto dead line público marcado sob a forma de uma audiência nacional virtual programada para o próximo dia 2 de agosto e convocada pelo CONSED - Conselho Nacional de Secretários da Educação.

Para Cesar Calegari, a iniciativa é "mais um golpe do MEC (...) para fabricar legitimidade para sua espúria proposta de BNCC do ensino médio. O principal objetivo desse tal dia D é levar os professores a preencherem um formulário totalmente dirigido a produzir um simulacro de aprovação da Base. Tentaram fazer isso e pelo CNE consegui impedir. Agora contam com a complacência servil do CONSED".

Calegari propõe que a data se transforme "em dia de denúncia e de mobilização pela revogação da lei e pela rejeição da BNCC do ensino médio".

Leia mais: * SBPC também condena reforma do ensino médio (Fepesp) * A reforma do ensino médio vai deixar uma escola pobre para pobres (Esmael) *  Callegari deixa presidência da Comissão da BNCC e denuncia proposta do governo (do blog). 
______________________________

Nenhum comentário: