quinta-feira, 7 de março de 2019

Queda livre


Alice não enxerga o que vê, tal qual a burguesia
brasileira  diante do país que domina:
fazer o quê com ele a não ser destruí-lo?
A burguesia brasileira, seus sócios e aliados, aqui e no exterior, não têm projeto para o Brasil, exceto esse arremedo grosseiro da acumulação da renda que nos transforma no país mais desigual do mundo, cenário inviável para qualquer possibilidade de crescimento/desenvolvimento econômico. A imagem da Alice no país das maravilhas em queda livre, assustada com o que vê ao seu redor, serve bem como metáfora para o drama nacional, agravado agora pela presença da estultícia da extrema-direita no poder.

O editorial que a Folha publica na edição de hoje (7 de março) é bem uma amostra desse estado de perda de referências em que nossas elites vivem e que tem no jornal dos Frias um porta-voz permanente (acesso livre aqui). Mas não é só: com exceção da tentativa de radicalizar o discurso ideológico de inspiração fascista e neo-pentecostal, não há um único setor da vida nacional ao alcance do Estado que responda à sua atividade com alguma dose de racionalidade; ao contrário, bolsonarianos (parentes e aliados) caíram sobre o patrimônio público com uma disposição de fazer inveja à pirataria. É o clima que cerca as violentas iniciativas de mudar a Constituição com o objetivo de abrir espaço para a selvageria contra os direitos sociais e contra a soberania nacional.

Posso estar enganado, mas imprevisível como a História é, não duvido de uma grande e dramática ruptura social ou de um golpe de Estado branco o suficiente para que não pareça uma violência à Democracia. É a estaca zero para a queda livre que estamos assistindo.

Leituras sugeridas: * Mercado enfrenta choque de realidade (Valor) * Carnaval, uma catarse política (El País) Na Folha/Uol: * Novo vexame é marca de governo que tem pouco para mostrar e muito a esconder * Bolsonaro é ridicularizado, diz jornal britânico * Ministro me chamou para ser laranja e desviar dinheiro * Para Reale Jr, postagem de Bolsonaro justifica impeachment.
______________________________

Nenhum comentário: