segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

O outro Brasil

Sociedade que deu origem ao PT não existe mais

Estamos vivendo uma mudança de época profunda na história brasileira que pode ser comparada aquelas que ocorreram na década de 1880, quando ocorreu a abolição da escravatura, e na década de 1930, quando o país começou o seu processo de industrialização. As mudanças se dão em diversos níveis que vão desde o perfil demográfico do país, passando pela estrutura de classes, pelo funcionamento do trabalho e da economia e chegando à dinâmica das cidades. É preciso ter esse horizonte mais amplo como referência para se pensar os desafios políticos colocados por essa realidade que já implodiu o pacto político instaurado pela Nova República.
O diagnóstico é do economista Marcio Pochmann, presidente da Fundação Perseu Abramo, do Partido dos Trabalhadores (PT), que esteve em Porto Alegre nesta segunda-feira (12) para falar sobre “os desafios de uma gestão de esquerda em meio à crise democrática”, tema proposto pelo PT de Porto Alegre para pensar a atuação do partido nas eleições municipais do ano que vem.
A reportagem é de Marco Weissheimer, publicada por Sul 21, 13-08-2019 e transcrita aqui de acordo com a versão do IHU (continue a leitura)

Leia ainda: * Lula: PT deve olhar evangélico e periferia, que vive entre a Igreja e tráfico (Folha) * Falta de horas de descanso provoca depressão e raiva - matérias primas da nova direita (El País) * E se a população não liga para a democracia? (Bruno Boghossian, Folha) * Brasil é vice-campeão mundial da concentração da riqueza (Carta Capital) * Até FMI critica austeridade (El País* Somos a Fiesp, não somos fascistas, somos Bolsonaro (FórumEmpresários da Fiesp condenam conluio entre Skaf e Bolsonaro e decretam “morte anunciada” da indústria (Fórum) * Empresários vão assinar a carteira de Bolsonaro? (Celso Rocha de Barros, FolhaAvaliação positiva do governo Bolsonaro sobe para 34,5% (Uol) * Um fantasma assombra o Brasil. Nunca acertamos as contas com o fascismo brasileiro e seus representantes, com sua violência e segregação
(Vladimir Safatle, Folha: https://tinyurl.com/teqtph2 ou https://outline.com/y3mFM7).
______________________________

Nenhum comentário: