terça-feira, 17 de março de 2020

Bolsonaro está fora dos regimes de credibilidade que o levaram ao governo

A ironia ferina de Laerte é crônica e termômetro político
(clique na imagem para ampliar)
O humor dos chargistas é coisa séria e na política pode ser mais eficaz que os manifestos

Entre o sentido de alerta da imagem à esquerda e a gozação da imagem à direita, a precisão cirúrgica de Laerte detecta o processo de desmontagem dos atributos do chefe fascista. Seu apoio neste 17 de março, ainda estritende e numeroso, é constituído por uma base que o acompanha no descrédito. Em geral, vozes da esfera pública que associam sua opinião à credibilidade simbólica, já o abandonaram e é difícil encontrar, além dos terroristas que se identificam com  bolsonarismo - evangélicos ou não - quem aposte no seu sucesso. A rigor, Bolsonaro já não governa: é um paspalho esperando que o removam.

* Acompanhe:

* Justiça proíbe campanha publicitária contra isolamento (RBA) que acirrou a crise política no país (Estadão)

* Clipping do blog:
A opção pela morte dos brasileiros feita pelo ex-capitão fascista que nos governa.
______________________________

Nenhum comentário: