domingo, 13 de dezembro de 2020

O Ato Institucional número 5

A longa noite brasileira

13 de dezembro de 1968: a tristemente célebre sessão de assinatura do AI 5, o instrumento que consolidou a ditadura militar, Na cabeceira, Costa e Silva. À sua esquerda, na terceira posição, o então super-ministro da Fazenda, Delfim Netto, que ainda hoje, com um cinismo desconcertante, não vê no seu próprio gesto o reconhecimento de que o Brasil viveu então a noite mais longa de sua história. Como disse alguém, lembrar o AI 5 é uma forma de lutar para que a experiência anti-democrática não se repita. Ouça o podcast do Estadão: O que foi o AI 5.

Nenhum comentário: