segunda-feira, 8 de março de 2021

Lula supera Bolsonaro em potencial de voto para 2022

Pesquisa aponta Lula como o candidato preferido de 50% dos eleitores caso ele seja candidato à presidência da República em 2022. Entre 10 nomes presidenciáveis, Bolsonaro fica com 36%, mas amarga 56% de rejeição.

O resultado da pesquisa feita pelo Ipec aponta o que todo mundo já desconfia que vai acontecer: o enterro da aventura fascista das elites brasileiras iniciada com o golpe do impeachment de Dilma Rousseff e consumada com a invenção da escrota figura de Jair Bolsonaro como polo de aglutinação do neoliberalismo no Brasil. Os números do levantamento, ainda que configurem a potencialidade eleitoral de Lula - o que não garante que isso se traduza em votos efetivos -, mostram que o gargalo de natureza política e econômico-social no qual o país foi jogado só será superado com o resgate de um governo de forte extração popular e comprometido com o combate à dramática disparidade de renda que trava o Brasil.

Empresários e estamentos burocráticos, entre eles os militares, imaginaram que seria possível estrangular uma sociedade complexa como a brasileira no projeto da supressão de direitos e do obscurantismo, e ainda imaginam que podem manter essa iniciativa com os disfarces neoliberais da midiatização de figuras como Huck e Doria. A História, que é mas velha e fala mais alto, vai na direção oposta. 2002: quem viver, verá.

__________

* Bolsonaro vai perder a eleição para alguém progressista, diz Lula (Uol) * Aprovação de Bolsonaro cai, pela primeira vez, abaixo dos 30% (Kotscho, Uol) * O Brasil duplamente cercado por Bolsonaro e a direita (Outra Saúde) * Bolsonaro presidente é projeto das Forças Armadas (Intercept) * Desprezo pela vida, negacionismo e austeridade (Rede Brasil Atual).

Nenhum comentário: