sexta-feira, 19 de novembro de 2021

Enem é a cara do governo

Censura nas provas do Enem mostra indigência política e intelectual do bolsonarismo

Os fatos não são novos. Desde que chegou ao governo pela trapaça de 2018, Bolsonaro e quadrilha têm se esforçado para impor a deprimência de suas ideias ao país. A tentativa feita agora de destruir o Inep e de vetar a reflexão crítica dos estudantes nas provas do Enem revela um projeto meticuloso, ainda que desastrado: transformar  o Brasil numa pastagem da ignorância e da prepotência fascista.


Mafalda é reprovada no Enem

Luigi Mazza, revista piauí

De Laerte a Ferreira Gullar, de Chico Buarque a Madonna – o que diziam as questões que o governo Bolsonaro censurou em 2019 no Exame Nacional do Ensino Médio (leia mais).


Sugestões de leiura: * Enem virou porta de acesso ao ensino superior (Especial, Uol) * Alunos, não desistam do Enem (Janine Ribeiro, Folha) * Governo interferiu nas provas do Enem, apontam ex-funcionários (Carta Capital) * Bolsonaro diz que prova do Enem vai ter a cara do governo (Carta Capital) * Inep impõe sigilo em processo que investiga invasão da sala do Enem pela Polícia Federal (Folha) * Atualização: técnicos e educadores do Inep derrotam Bolsonaro, garantem qualidade do Enem e temem represália (Folha).

Nenhum comentário: