terça-feira, 16 de novembro de 2021

Lula 22

No Parlamento Europeu, Lula dobra a esperança de um país livre de Bolsonaro 

Aplaudido de pé, o ex-presidente entusiasmou os participantes da conferência europeia para a América Latina (denominada Juntos) por sua lucidez política nas propostas que apresenta para a reconstrução global com justiça social e democracia. Em forte contraste com a mediocridade e estupidez com que o genocida Bolsonaro se manifestou na visita que faz aos Emirados Arábes, Lula acenou com energia para aglutinar as forças progressistas brasileiras para a eleição de 2022. Abaixo, a íntegra do pronunciamento do ex-presidente:

Eu quero começar falando não da América Latina, nem da União Europeia, nem de algum país, continente ou bloco econômico em particular, e sim do vasto mundo em que vivemos todos nós – latino-americanos, europeus, africanos, asiáticos, seres humanos das mais diferentes origens.
Vivemos em um planeta que tenta a todo momento nos alertar de que precisamos de novas atitudes e de uns dos outros para sobreviver. Que sozinhos estamos vulneráveis às tragédias ambientais, sanitárias e econômicas. Mas que juntos somos capazes de construir um mundo melhor para todos nós.
No entanto, ignoramos esses alertas. Insistimos em não aprender com os erros do passado.
O resultado da nossa falta de compreensão está à vista de todos: pandemia, desigualdade, fome, emergências climáticas que no futuro próximo poderão comprometer a sobrevivência da espécie humana na Terra (continue a leitura).

Matéria sugeridas: * Na Bélgica, Lula critica manipulação dos algoritmos e defende regulamentação (Carta Capital) * Lula discursa no Parlamento Europeu e ataca Bolsonaro (DW) * Lula é aplaudido de pé no Parlamento Europeu (Fórum) * Lula defende inclusão social para economia voltar a crescer (Brasil de Fato) * Lula é aplaudido de pé (Poder 360) * Imagem de Bolsonaro no G20 causa vergonha (Folha)

Nenhum comentário: