segunda-feira, 25 de abril de 2022

Fascismo e concentração da renda

Pobreza absoluta aumenta e Brasil torna-se paraíso do grande capital

Economia não cresce e a maioria da população empobrece, enquanto as 240 maiores empresas de capital aberto ampliaram suas taxas de lucro nos últimos anos

Análise de Eduardo Costa Pinto, vice-diretor do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, aponta progressivo estrangulamento da economia brasileira em razão da apropriação selvagem da renda gerada pelo trabalho, uma espécie de drenagem que inviabiliza qualquer especulação sobre a retomada do crescimento do PIB. Leia aqui a matéria publicada no site Rede Brasil Atual,

Nenhum comentário: