A pequena grande mídia

Comportamento da "grande" mídia deixa brasileiros
assustados com o caráter parcial das coberturas sobre a crise
➤ De rabo preso com quem mesmo?

* E se boicotarmos a Folha de S. Paulo? (Reginaldo Nasser)

* Dona Folha, tá difícil te defender (Gregório Duvivier)

➤ A profecia que se cumpriu: * Mídia brasileira construiu narrativa novelizada do impeachment (Ivana Bentes, Intercept)

* Temer apresenta-se ao G-20 (editorial Estadão)

* Hora de exercer a autoridade (editorial Estadão)

* A tentação totalitária do PT (editorial Estadão)
______________________________


De uma postagem feita pela Profa. Sylvia Moretzshon na sua página do facebook:


Eu dei uma escapada hoje para ir ao cinema e no meio do caminho deparei com a capa da Veja. 

Não ia comentar nada, mas vi a manifestação de outras pessoas, entre assustadas e revoltadas. 

Não vou reproduzir a imagem da capa para não ajudar a divulgar.

Mas trata-se da foto do Lula de olhos e boca fechados, sangrando sobre fundo vermelho. Ou melhor: é a cabeça do Lula. É o Lula morto. 

MORTO. 
Mas não de qualquer jeito: DECAPITADO. 
Só a imagem, sem texto.
Só faltou a mão segurando a cabeça pelos cabelos.
Veja é uma revista que já deveria ter sido fechada há muito tempo. E digo isso como jornalista, como ex-membro da primeira comissão de ética do Sindicato dos Jornalistas do Rio de Janeiro, como ex-presidente da última comissão de ética do mesmo Sindicato, como jornalista que fui nos anos 80, como professora de jornalismo nos últimos 25 anos. 
Essa revista é criminosa. Merece o repúdio de todos os que têm ainda alguma noção do que seja decência. 
É inacreditável que ainda tenha autorização para circular.



Cabeças do Grupo de Lampião expostas para o público depois do massacre de Angicos, no Sergipe, em julho 1938. A imprensa fez coro com a sede de vingança contra o bandidismo social dos cangaceiros, mas nem mesmo o recurso à simbologia da decapitação evitou que Virgulino Ferreira da Silva (o primeiro abaixo, no centro) e seus companheiros fossem esquecidos da memória popular. Leia aqui um bom resumo dessa história.

Veja também O mito que cai e o herói que não morre (do blog)

______________________________

Apesar disso, Veja sequer é original (ainda da página de Sylvia Moretzshon)



______________________________

Nenhum comentário: