Forum Jornalismo Cultural

Distinguir conteúdos e formas, linguagens, a natureza social da Estética, as correntes de pensamento...

* Jornalismo Cultural ou Colunismo Social (Franthiesco Ballerini, Observatório da Imprensa)

* Jornalismo Cultural em tempos de cultura nas redes, interatividade e pós-cultura (Lumina)

* O papel do jornalismo cultural e a relação com a Cultura Popular (Extraprensa, USP)

* Sem prosa, sem verso, sem saída: a crise dos suplementos culturais (Observatório da Imprensa)

* Apontamentos sobre Jornalismo e Cultura. Antologia de artigos publicada em maio de 2014 pela Buqui (Porto Alegre), que reúne reflexões sobre o tema produzidas entre 2006 e 2013 no Póscom da Umesp. Faça o download aqui.

* Por um Jornalismo Contracultural (tese doutorado ECA/USP de Silvio Ricado Demétrio)

* García Márquez segundo a Globo (Observatório da Imprensa)

* Pesquisa desvenda capas dos cadernos de cultura (Observatório da Imprensa).

* Jornalismo Cultural: uma entrevista que vale uma reportagem. Repórter do El País mostra como uma boa entrevista faz o jornalismo cultural esclarecer o público.

* Jornalismo Cultural e presença intelectual na esfera pública. Artigo publicado na revista Eco-Pós, do programa de Pós-Graduação em Comunicação & Cultura da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Jornalismo e crítica da cultura: a urgência da nova identidade. Artigo publicado na Revista Fronteiras, da Unisinos .

 Ensino de jornalismo em época de mudança. Artigo publicado na revista Jornalismo & Cultura, editada pela Minuano Cultural.


Território em transformação. Importância e desafios do Jornalismo Cultural. Artigo publicado no Suplemento Literário da Secretaria da Cultura de Minas Gerais.  Acesse (página 11 da revista)


* Jornalismo cultural. Michel Laub (Folha, via Observatório da Imprensa)


* Meio século com os melhores autores. The New Yorker Review of Books (Aliás)


* Conheça aqui a experiência do Diário del Periodismo Cultural (projeto da Fundación Nuevo Periodismo)

______________________________

Debate:  Jornalismo cultural, riscos e ameaças


* Assista aqui ao debate que rolou no 3o. Congresso Internacional do gênero que aconteceu no Sesc Vila Mariana (maio, 2012).


Artigo:


* Sob a superfície dos fatos, a complexidade de seu significado: o desafio da narrativa no Jornalismo Cultural, publicado em Estudos em Jornalismo e Mídia (revista do programa de pós-graduação em Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina).

______________________________

* Jornalismo Cultural: o grande ausente nos cursos (*)
J.S.Faro

Levantamento recente publicado no caderno Rumos Itaú Cultural dá conta de uma situação curiosa: nos 57 cursos de jornalismo pesquisados pelos autores do estudo sobre o ensino do Jornalismo Cultural em instituições das várias regiões do país, pouco mais de 10% de sua grade curricular aborda o assunto de forma específica. O fato apenas comprova uma coisa que há muito tempo é sabida: o estado de dispersão conceitual em que vive o ensino do Jornalismo no Brasil, com sérias consequências não apenas para a formação dos estudantes, mas para a própria qualidade da informação que é disseminada nos diversos veículos de informação noticiosa.

(*) trabalho apresentado ao Congresso de Produção Científica da Umesp de 2010. Leia aqui o texto integral.
______________________________

No reino dos best-sellers. A.P.Quartim de Moraes (Observatório da Imprensa, Estadão).
______________________________

* Cinco pesquisadoras falam sobre o Jornalismo Cultural, seus desafios e tendências. Leia abaixo as perguntas feitas a elas e as respostas que cada uma deu ao blog:

O Jornalismo Cultural parece estar vivendo uma fase explosiva de informações que circulam na rede em blogs, sites etc,  além da dinâmica própria dos cadernos e seções dos veículos impressos. Disso resulta a impressão de que a riqueza do gênero vem sendo otimizada e que a circulação das notícias sobre cultura atingem um público bastante amplo, fato que corresponde a uma certa idealização que sempre caracterizou as formulações teóricas sobre o caráter democrático e humanista   que suas interpretações recebem.

No entanto, percebo uma mudança fundamental nas características do gênero: ao contrário do que ocorreu em outras conjunturas de hegemonia dos segundos cadernos e dos suplementos - quando o jornalismo cultural era uma instituição agregadora e  nucleadora de correntes de opinião na área das Artes, da Filosofia e da Sociologia (para ficarmos restritos a três campos que sempre povoaram as páginas daqueles veículos), a volatilidade da informação digital pode ter reforçado - e eventualmente ampliado - uma propensão à prestação de serviços informativos em substituição da análise e da crítica.

Isso é verdade? Quero dizer: a explosão das informações, como disse alguém, pode estar levando a uma  "implosão de significados" e da formulação do pensamento crítico?
______________________________

Artigos recebidos:

Três textos de Dora Santos Silva:



__________

______________________________

* Literatura e linguagem literária. Paula Cristina Lopes, da Universidade Autônoma de Lisboa. Acesse aqui o texto integral do trabalho.

* Outros textos sobre Jornalismo Cultural aqui.
______________________________