quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Resgatar o país e sua soberania...

Um dos muitos símbolos de um projeto de alienação da soberania nacional
em proveito dos interesses privados

A Vale precisa ser pública


História de um projeto de país que se perdeu. Como empresa criada para viabilizar industrialização foi privatizada e convertida em mera extratora e exportadora de nossa riqueza mineral

Paulo Kliass
Outras Palavras


A criação da Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) foi mais uma das muitas decisões estratégicas adotadas por Getúlio Vargas. Com um projeto bastante definido a respeito dos rumos de um desenvolvimento nacional autônomo, ele deixou um legado fundamental para o futuro da sociedade brasileira. A constituição de uma empresa pública federal para se ocupar da exploração da riqueza do subsolo (em especial o minério de ferro) ocorreu mais de uma década do lançamento da Petrobras (continue a leitura).

Leia também: * Defensora pública critica Vale: socialização do prejuízo, privatização do lucro (GGN) * Brumadinho: a tragédia da dependência econômica (Outras Palavras) * Não é acidente, é chacina (Uol) * Vale previu inundação de refeitório e sede de barragem e desprezou o risco (Folha) * Vale é obrigada por Brumadinho tenha culpa ou não, diz a lei (Uol) * Após tragédia em Mariana, vale reduziu em 44% gastos com segurança (Uol) * Brumadinho deve ser investigado como crime, diz ONU (BBC) * É a maior tragédia trabalhista do Brasil (Sul21) * Vale sabia de problemas na barragem e omitiu riscos em documento público (The Intercept) * Vale perde R$ 72,8 bilhões em valor de mercado, a maior queda da História (ótima resenha do Valor) * Vale desautoriza advogado da empresa que negou responsabilidade (Folha) * Imprensa europeia destaca indignação após tragédia de Brumadinho (DW).
______________________________

Nenhum comentário: