segunda-feira, 20 de maio de 2019

Em defesa da União Europeia

Preocupados com ascensão de eurocéticos e ultradireita, cidadãos da Alemanha e de outros países protestam pela preservação do bloco e contra o nacionalismo, mas também por mudanças necessárias, a uma semana das eleições
(DW)

A poucos dias da votação para eleger o próximo Parlamento Europeu, centenas de milhares de cidadãos foram às ruas nos países do bloco neste domingo (19/05), numa mensagem de apoio à União Europeia e seu projeto de paz, e repúdio ao nacionalismo e à extrema direita.

Na Alemanha foram registradas passeatas em sete grandes cidades, entre outras: Berlim, Colônia, Frankfurt, Hamburgo, Leipzig, Munique e Stuttgart. Na capital alemã, organizadores do protesto calcularam a presença de 20 mil pessoas. Outras 14 mil protestaram em Frankfurt, segundo a polícia.

Entrevistadas pela DW, duas integrantes do grupo "Vovós contra a direita" explicaram que participam por temer que a Alemanha e a Europa estejam retornando a um capítulo sombrio da história. "Nossas avós e avôs nos contaram como era a vida sob os nazistas", diz Walli, de 65 anos, "mas há uma lacuna de conhecimento a respeito." (continue a leitura)

Leia ainda: José Manuel Cervera: «La extrema derecha europea está hoy disfrazada de nacionalismo» (Jot Down)
______________________________

Nenhum comentário: