domingo, 31 de janeiro de 2021

Os alquimistas estão chegando

Não há safadeza que as elites brasileiras
não estejam dispostas a fazer para que
Lula não volte a governar o Brasil

Lula 2022

Fantasma de Lula vitorioso nas eleições de 2022 põe em movimento tentativa de validar os crimes cometidos pela Lava Jato.

Esse é o sentido geral da matéria Suspeição de Moro com Lula fora das avaliações publicada no Estadão de 31 de janeiro. Embora o título não diga coisa alguma, basta a leitura do 1o parágrafo para que fique claro de que se trata: "no meio jurídico - diz o jornal - ganha corpo a tese alternativa capaz de cravar a suspeição de Sérgio Moro, porém sem devolver os direitos políticos de Lula". Quer dizer, o processo que Moro construiu desonestamente sobre o ex-presidente torna-se invalidado pela suspeição que pesa sobre a honestidade do juiz, mas a sentença com base nesse mesmo processo que foi dada pela juíza Gabriela Hardt, cúmplice de Moro, continua válida. Em decorrência dessa armação, sem direitos políticos, Lula continuaria inelegível, embora tenha sido vítima de um processo sob reconhecida suspeição. Em lugar nenhum do mundo e em tempo algum se viu uma farsa como essa, e muitos juristas brasileiros reconhecem isso.

O assunto, no entanto, deve ir a julgamento no STF neste 1o semestre de 2021 e o principal risco de que a tese da alquimia jurídica prevaleça é que o voto do ministro Kassio Nunes Marques - relator do processo e indicado à Suprema Corte por Bolsonaro - seja decisivo para impedir que Lula atrapalhe os plano de reeleição do ex-capitão.

Em tempo: o processo em discussão é o do sitio de Atibaia e terminou com a condenação de Lula a 17 anos de prisão. Nos autos não há uma única prova contra o ex-presidente.

__________

Em cima da hora: * Lewandowski levanta sigilo sobre 50 páginas de conversas entre Moro e Dallagnol (Folha) * De Olga Benário a Lula: a maldição que acompanha os que tergiversam (Nassif, GGN) * Não deixe de ler a antologia Conspiração contra o Brasil, um clipping que reúne as matérias que comprovaram a farsa que foi a Operação Lava Jato nas mãos de Sergio Moro e dos demais procuradores e juízes que a integraram.

Nenhum comentário: