sexta-feira, 18 de junho de 2021

Eletrobras: neoliberais e bolsonaristas aliados contra a soberania nacional

Rita Casaro (Socialismo e Liberdade)

A Eletrobras está entre os principais instrumentos estatais que alavancaram a industrialização do Brasil. Num país de fraca acumulação de capital e dominado pelos interesses de uma burguesia parasitária, foi o aporte do Estado nos investimentos de infraestrutura desde a Era Vargas que tornou possível o crescimento econômico e a chegada do país ao topo do ranking dos países periféricos que conseguiram a modernização econômica - ainda que isso não tenha se traduzido em desenvolvimento social ou sequer em redução estrutural da selvagem concentração da renda que nos acompanha de forma reiterada e sistemática.

A privatização da Eletrobras, a caminho de se tornar uma triste realidade a julgar pela (pequena) maioria de votos no Senado que aprovou a MP que trata do assunto, é um golpe não apenas na soberania nacional - na medida em que transfere para mãos privadas um setor estratégico da vida brasileira; é também um estelionato pois que o prometido aumento na capacidade geradora de energia virá do financiamento da própria sociedade os recursos para isso. 

Vale a pena acompanhar a discussão que o tema provoca e fortalecer a luta para que, apesar da derrota sofrida no Senado, a privatização da estatal não avance.

Nenhum comentário: