quinta-feira, 15 de julho de 2021

O Estado sou eu

Construções semióticas de uma encenação tão antiga
quanto a História: o objetivo é retirar Bolsonaro do
escrutínio racional da esfera pública
 

Bolsonaro usa internação para ressuscitar figura de mártir contra Lula

Presidente sai de cena em momento de pressão extrema, quando temia inclusive prisão do filho

Igor Gielow (Folha)

A internação repentina de Jair Bolsonaro, apesar dos sinais externos de deterioração física dos últimos dias, fez ressurgir uma das personas prediletas do entorno do presidente: a do mártir político. O roteiro é conhecido. No dia 6 de setembro de 2018, liderando sem favoritismo evidente a corrida presidencial, Bolsonaro foi esfaqueado no abdômen por um ex-militante do PSOL, diagnosticado depois como desequilibrado (continue a leitura).

Nenhum comentário: